Escrever?

"Escreve-se sempre para dar a vida, para liberar a vida aí onde ela está aprisionada, para traçar linhas de fuga" (Gilles Deleuze)

quarta-feira, 12 de junho de 2013


Parte de um de meus artigos (Injeção de ânimo) - Em breve escrevendo aqui, no blog do meu amigo de longa data Ronie Von. Obrigado pelo convite!
Escrever sobre o hoje, é escrever sobre coisas ruins. É chover no molhado. Porque o ontem sempre é melhor? Não generalizemos. Unanimidade é sempre burra.
Hoje evoluímos muito tecnologicamente no mundo real e isso nos afastou uns dos outros, mas nos aproximou no mundo virtual.  
Não estamos mais nas filas, entre cordas, num banco. Estamos sentados esperando chamar eletronicamente nossa senha. Mas esperamos muito mais tempo agora. Qual a lógica? O hoje está muito amanhã pro meu gosto... A humanidade apressou sua evolução. Parece além do que se pode compreender direito. Além da Imaginação...                                                
Desconhecemos os malefícios da energia celular. Comemos agrotóxico.   Lixo eletrônico. Acabamos com a sombra das árvores. Matamos os bichos. Tudo muito racional da nossa parte.                                                             
Não estou reclamando da vida, estou reclamando dos erros que cometemos na vida. Erros que prejudicam quem ainda nem nasceu.        
É quase um aborto. Somos uns abortos da natureza? É claro que não.   
Pelo menos, não todos nós. Apenas, tipo assim, aqueles que injetam sopa ou café com leite na veia dos outros, os senadores vitalícios, os assassinos.
Melhor seria uma injeção de ânimo na veia.
Ânimo gente! Bóra correr atrás da máquina. Tá esperando o quê?  
_________________________________________________________________
Álvaro Lucas - Professor de História

Um comentário:

Ronie Martins disse...

Valeu Alvaro!!

Vamos afiar a mente e a criatividade através da escrita!!

abração.